Bioenergia & Biorrefinaria: Cana-de-Açúcar & Espécies Florestais

Bioenergia & Biorrefinaria: Cana-de-Açúcar & Espécies Florestais

R$ 79,90
Pagseguro
Description:

Editores: Fernando Santos; José Colodette; José Humberto de Queiroz.

APRESENTAÇÃO
Não é novidade que o crescimento da população mundial – que deve chegar a nove bilhões de pessoas em 2050 – trará implicações globais. A demanda por alimentos, energia e serviços associados crescerá significativamente, impactando também a pressão por recursos naturais, as emissões de poluentes e dos chamados GEE, os gases causadores do efeito estufa. Segundo dados da Agência Internacional de Energia, a demanda por energia no mundo será 50% maior em 2035 se não houver alterações nas políticas governamentais. Neste contexto, os temas tratados neste livro não poderiam ser mais oportunos. Um relatório especial do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) para energias renováveis, divulgado em 2011, mostrou que a biomassa moderna, juntamente com a energia solar e eólica, está entre as três tecnologias renováveis que mais devem crescer até 2050. Atualmente, 13% de toda a energia consumida no mundo vêm de fontes renováveis, sendo que somente a bioenergia é responsável por mais de 10%. No Brasil, a cana-de-açúcar e a biomassa de base florestal já respondem por mais de 60% da oferta de energia renovável do país, que possui uma das matrizes energéticas mais limpas do mundo. Além disso, o aumento da produção de biocombustíveis, bioeletricidade e florestas energéticas é parte importante dos compromissos assumidos pelo governo brasileiro em sua Política Nacional sobre Mudanças do Clima. Isso porque esses produtos, como é o caso do etanol de cana-de-açúcar, têm grande capacidade de reduzir as emissões de GEEs no ciclo de vida quando comparados com seus substitutos fósseis. O uso energético, no entanto, não é a única alternativa ao processamento da biomassa, que pode ser convertida em uma série de outros produtos. Bioplásticos, químicos, óleos lubrificantes e solventes são alguns exemplos de materiais renováveis que podem ser obtidos a partir desta matéria-prima. Considerando-se o potencial agrícola dos países em desenvolvimento, transformar a biomassa em um vetor de desenvolvimento ainda é uma importante alternativa para estes países. Para tanto, é preciso conhecer os aspectos técnicos das cadeias produtivas da bioenergia, seus benefícios e desafios socioambientais e, por fim, identificar os investimentos e as políticas necessárias para tornar a atividade viável e atrativa economicamente. Este livro aborda não só o cultivo e processamento da canade-açúcar e das espécies florestais nas chamadas biorrefinarias como também aspectos relacionados à sua sustentabilidade, discutindo as perspectivas de pesquisa e desenvolvimento para a expansão destas indústrias. Dividido em 20 capítulos, elaborados por renomados pesquisadores, empresários e representantes do governo, a obra é uma importante contribuição para a difusão do conhecimento e a consolidação do uso diversificado da biomassa no Brasil e no mundo.

SUMÁRIO
CANA-DE-AÇÚCAR

Capítulo 1 Energia da cana-de-açúcar
Capítulo 2 Produção agrícola da cana-de-açúcar sobre a perspectiva da produção dos biocombustíveis
Capítulo 3 Subprodutos da agroindústria sucroenergética
Capítulo 4 Produção de etanol celulósico a partir da cana-de-açúcar
Capítulo 5 O etanol combustível: solução ou problema nacional?
Capítulo 6 Aspectos ambientais da cana-de-açúcar
Capítulo 7 Biopolímeros da cana-de-açúcar
Capítulo 8 Sustentabilidade socioeconômica da produção de biomassa da cana-deaçúcar para fins energéticos
Capítulo 9 Estratégias tecnológicas para biorrefinaria da cana-de-açúcar

ESPÉCIES FLORESTAIS
Capítulo 10
Energia da madeira
Capítulo 11 Produção de florestas energéticas
Capítulo 12 Qualidade da madeira para fins energéticos
Capítulo 13 Conversão direta da madeira em calor e energia
Capítulo 14 Produção de pellets da madeira
Capítulo 15 Torrefação de madeira
Capítulo 16 Pirólise lenta da madeira para produção de carvão vegetal
Capítulo 17 Pirólise rápida da madeira para produção de bio-óleo
Capítulo 18 Gaseificação da madeira
Capítulo 19 Produção de lignina da madeira
Capítulo 20 Desafios da pesquisa para bioenergia de espécies florestais